21 de abr de 2012

Professores de Carpina, vão ao TJPE

Nessa sexta-feira 20/04/2011, os professores municipais, marcharam da Assembléia Legislativa de Pernambuco ao TJPE, para reivindicar que o processo que existe contra o município de Carpina seja julgado com brevidade, favorecendo a categoria para que recebam o piso salarial nacional que o prefeito de Carpina não quer pagar.
Foram dois ônibus com professores da rede municipal que saiu de Carpina a Recife, lá foram recepcionados pela Polícia Militar, que acompanharam o trajeto até o TJPE, e abriram caminho para o protesto.
No TJPE uma comissão foi recebida pelo Desembargador que está com o processo e, o mesmo prometeu julgar com maior brevidade o mérito.
Interessante que em carpina o prefeito na sua arrogância não recebe os membros do sindicato para dialogar, e em Recife, um Desembargador recebeu a comissão. É muita diferença de postura e educação, sendo o movimento falado pelos presentes no TJPE, o primeiro realizado em frente daquele tribunal de Justiça, fazendo com que os professores de Carpina sejam os desbravadores, pois pela 1ª vez é realizado um greve no âmbito municipal, e também é o 1º processo no TJPE, que pede o cumprimento por parte de uma prefeitura para pagamento do piso dos profissionais da educação. Quarta feira tem assembléia em frente ao sindicato para decidir sobre a greve. Parabéns professores!
Vale salientar que o vereador Charles Meira se fez presente junto aos professores durante todo o ato.

3 comentários:

  1. Obrigado vereador pela força que o senhor tem nos dado. Estou confiante que venceremos essa batalha, e ditador Manuel Botafogo vai ter que pagar o piso salarial aos professores. A vitoria a nossa!!! Professores, continuem na luta.

    ResponderExcluir
  2. Se você escutar o Prefeito ele Tem Razão, se escutamos os professores veremos que eles, também, têm razão, o bom é se chegar a um meio termo, pois com essa quebra de braço quem sofre são os alunos.

    ResponderExcluir
  3. vou seguir esse blog para saber noticias de carpina

    ResponderExcluir