20 de ago de 2009

Vereador faz requerimento ao Governo do Estado


O vereador Charles Meira, solicitou ao Governador Eduardo Campos, duas motos para a ROCAM em Carpina, além de uma viatura para a PM. Segundo o vereador as motos que hoje se encontram em Carpina, não tem condições de uso, e nesse exato momento elas se encontram paradas por estarem sucateadas, essas motos fazem 80% das apreenssões de bandidagem na cidade, e temos que repor essas peças com a máxima urgência.

16 de ago de 2009

Eduardo bem na frente, diz pesquisa Vox Populi



Vox Populi dá 60% a Eduardo Campos e 28% a Jarbas
Pesquisa Vox Populi, divulgada ontem, mostra o governador Eduardo Campos (PSB) bem à frente do senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) na corrida pelo Palácio do Campo das Princesas. Segundo o instituto, o socialista seria reeleito no primeiro turno, com 60% das intenções de voto, contra 28% do peemedebista. Edilson Silva (PSOL) e Kátia Telles (PSTU) terminariam empatados, com 1% cada. No cenário em que o postulante da oposição é o deputado federal Raul Henry (PMDB), Eduardo também vence, por 70% a 8%. Edilson Silva e Kátia Telles dessa vez acabariam a eleição com 2%, cada.
De acordo com o estudo, no caso de o candidato oposicionista ser o senador Sérgio Guerra, presidente nacional do PSDB, daria Eduardo Campos mais uma vez, com 71% a 4% do tucano. Em um cenário sem PMDB e PSDB, e com a inédita candidatura do deputado federal Raul Jungmann (PPS), o governador marcaria 72%, contra 4% do pós-comunista e Kátia Telles, enquanto Edilson Silva ficaria com 1%.
O levantamento também classifica Eduardo Campos como o segundo governador mais bem avaliado do Brasil - 64% dos entrevistados avaliaram sua gestão como boa/ótima. Ele só ficou atrás de Aécio Neves (PSDB/MG), cujo governo marcou 69% de bom/ótimo. Mil eleitores foram entrevistados no Estado, entre 31 de julho e 3 de agosto. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais, para mais ou para menos.

12 de ago de 2009

Pauta do Dia


Além de apresentar um projeto denominando de Rua Poeta Edson Silva, numa homenagem ao poeta irmão do jornalista Ramos Silva, o vereador Charles Meira pediu a prefeitura que instale um lombada física na Av. Estácio Coimbra, no cruzamento com a Av. Padre Rocha, a fim de evitar acidentes diminuindo o impeto daqueles motoristas mais apressados, e que passam pelo cruzamento em toda velocidade.

VEREADOR CHARLES MEIRA INOVA SEUS PROJETOS E REQUERIMENTOS


Numa busca de mostrar cada vez mais um trabalho de qualidade do legislativo municipal, o vereador Charles Meira, inovou mais uma vez na Câmara Municipal de Carpina. Com um toque simples a partir de agora seus projetos e requerimentos serão ilustrados com fotos .

Talvez desta vez nossos requerimentos e projetos passem a ser atendidos, já que agora além de estar por escrito, mostraremos literalmente o que queremos, e quem sabe sejamos compreendidos. O vereador espera que sua inovação seja acompanhada pelos demais vereadores da casa.

6 de ago de 2009

Gripe: Mais 28 suspeitos em Pernambuco

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou ontem que o paciente em estado grave com suspeita de gripe A(H1N1) proveniente de Serra Talhada, no Sertão, foi isolado, nessa quarta-feira (5), em uma UTI do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no Recife. O homem havia sido encaminhado anteontem pela Central de Leitos da SES para o Huoc, que não foi informado com antecedência e não tinha vaga de UTI no momento. O doente passou a noite na enfermaria de pneumologia com outros pacientes. A SES afirmou que ele respira por aparelhos e corre risco de morrer. O rapaz é um dos 28 novos casos suspeitos no Estado.
O paciente desenvolveu síndrome da angústia respiratória aguda (Sara), quadro de lesão pulmonar grave associada a edema pulmonar e hipoxemia severa (baixa do teor de oxigênio do sangue). O doente teve sua secreção coletada para exame laboratorial no Instituto Evandro Chagas, em Belém, que confirmará se o caso é de gripe A(H1N1). O homem, que voltou de viagem a São Paulo, está isolado na sala de recuperação pós-cirúrgica do Huoc, segundo a SES. O resultado deve sair em sete dias.
A chegada repentina de um paciente em situação delicada e com indicação para internação em UTI revoltou o infectologista Vicente Vaz, que disse que o Huoc em nenhum momento foi avisado pela Central de Leitos. Após o homem viajar cinco horas de ambulância, não havia leito de UTI disponível. Vaz definiu o episódio como “absurdo”. De acordo com a SES, a médica reguladora de plantão na Central de Leitos não viu necessidade em comunicar o Huoc, uma vez que casos graves com suspeita de gripe A(H1N1) são tratados no hospital. “Ele já está isolado, entubado e com todo o aparato de UTI”, garantiu a SES ontem. A reportagem não conseguiu contato com Vaz ontem.
Outros 12 pacientes também estão internados com suspeita da nova gripe, sendo seis no Huoc e o restante na rede privada. Pernambuco registrou uma morte pela doença. A vítima foi uma adolescente mineira de 17 anos, que passava férias em Porto de Galinhas e foi isolada na UTI do Hospital Prontolinda, onde passou duas semanas até morrer, na segunda-feira.
Com os 28 novos casos suspeitos, o Estado passa contabilizar 70 pacientes monitorados. Conforme a SES, há 35 casos confirmados e 69 descartados. A secretaria estuda dois casos de transmissão sustentada do novo vírus influenza. São duas mulheres consideradas suspeitas, que não estiveram em países ou Estados brasileiros com contágio em comunidade e também não tiveram contato com pessoas que vieram desses locais. O resultado deve sair em 10 dias.
A SES contratou ontem os 59 profissionais que irão atuar na nova ala que será montada no Huoc para atender exclusivamente casos de gripe. A seleção simplificada resultou na contratação de nove médicos, 10 enfermeiros, 36 técnicos de enfermagem e quatro técnicos de laboratório. O pavilhão, que estava desativado havia três anos e se encontra em reforma, começa a funcionar em 15 dias. O setor de infectologia tem registrado demanda de 80 pacientes por plantão de 12 horas. Antes, eram 20 por dia.

População mantém poder de compra com reajuste do Bolsa Família

O poder de compra da população atendida pelo Bolsa Família será mantido pelo reajuste de 9,67% no benefício – que incorpora a inflação (INPC) do período entre julho de 2008 e junho de 2009, mais 4% de ganho real. Com a correção, a ser paga a partir de setembro, o valor médio passa de R$ 86 para R$ 95. “O reajuste aquece o mercado interno, o que ajuda diretamente as pequenas economias, barrando o ciclo da crise”, diz o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias.Além do reajuste, o decreto presidencial 6.917 (publicado no Diário Oficial de sexta-feira 31/07) arredonda o limite para o ingresso no programa. A renda per capita que caracteriza família em situação de pobreza passará de R$ 137 para R$ 140 e em extrema pobreza de R$ 69 para R$ 70. Esses valores foram atualizados em abril de 2009, mas sua aplicação trouxe dificuldades operacionais e de comunicação com as famílias. Benefícios – As famílias com renda de até R$ 70 por pessoa terão, a partir de setembro, o direito ao benefício básico, de R$ 68, mais o benefício variável de R$ 22 (de acordo com o número de crianças de até 15 anos) no limite de três benefícios, além do benefício de R$ 33 para adolescentes de 16 e 17 anos ( no limite de dois benefícios). Com isso, essas famílias passam a receber valores entre R$ 68 e R$ 200.No caso das famílias com renda por pessoa de R$ 70 a R$ 140, são pagos apenas os benefícios variáveis: R$ 22,00 (de acordo com o número de crianças de até 15 anos) no limite de três benefícios, além do benefício de R$ 33,00 para adolescentes de 16 e 17 anos (no limite de dois benefícios). Com isso, essas famílias passam a receber de R$ 22 a R$ 132.Mudanças anteriores – A correção terá um impacto de R$ 406 milhões no orçamento do programa de 2009, que passará de R$ 11,4 bilhões para R$ 11,961 bilhões. Esta é a terceira recomposição dos valores e dos critérios de atendimento em quase seis anos de execução do programa, que serão completados em 20 de outubro. A primeira recomposição nos valores do Bolsa Família de 18,25 % ocorreu em agosto de 2007. Em julho do ano passado, o reajuste foi de 8%. E neste ano chegou a 10%. O critério de renda para ingresso no programa passou de R$ 100 para R$ 120, em 2006. Em abril de 2009, houve outra revisão de R$ 120 para R$ 137. Outra mudança, em março de 2008, foi a inclusão do benefício vinculado ao adolescente de 16 e 17 anos, para que os jovens continuem na escola. Com isso, são atendidos quase dois milhões de adolescentes nessa faixa etária.

Essência verde-amarela do novo programa do PCdoB

“Vejam só, os comunistas desejam implantar no Brasil um regime cubano!”, escutei um comentarista da Rádio CBN afirmar outro dia a propósito do que considera uma utopia (sic) irrealizável em nossa terra.

No comentário do petulante e falso analista um grande equívoco alimentado por primária ignorância. Como pode alguém imaginar a experiência de sociedade da ilha caribenha copiada num país de dimensões continentais como o nosso? Coisas desse naipe dizem os arautos da ordem vigente há muito tempo. Por desconhecimento ou por má fé mesmo.

Mas o fato é que o partido dos comunistas, o PCdoB, sempre perseguiu uma proposta de socialismo que correspondesse à realidade brasileira – mesmo quando ainda envolto nas armadilhas do dogmatismo e do mecanicismo teórico e, portanto, sem sucesso. Percorreu áspero e tortuoso caminho nesse sentido. E pôde alcançar consistência no trato da questão sobretudo a partir do seu 7º. Congresso, realizado em maio de 1988, em plena crise da teoria marxista. Desde então, tem consolidado a compreensão definitiva de que a alternativa de transformação da sociedade brasileira há que ser, irrecusavelmente, brasileira.

Isto decorre de uma lição essencial extraída das experiências ocorridas em outros países, que se equivocaram na suposta premissa de que o “modelo” adotado na Rússia e posteriormente na ex-URSS serviria de referência a outros povos e países. As democracias populares erigidas no Leste da Europa cometeram esse pecado. E se deram mal. A China, assim como o Vietnã, não; assumiram uma via consonante com as suas próprias peculiaridades históricas, econômicas, sociais e culturais. Por isso estão indo adiante.

Na atual proposta de programa submetida a debate no 12º. Congresso do PCdoB, essa compreensão é reafirmada em toda a inteireza. Assinala como premissa teórica que a concepção de um modelo único de socialismo revelou-se errada e anticientífica. E que a construção do socialismo deve obedecer à singularidade de cada país, suas feições próprias, o nível de acumulação dos fatores políticos e sócio-econômicos necessários e a sua inserção na economia e na geopolítica mundial.

Isto quer dizer que o socialismo no Brasil terá o cheiro do nosso barro, a sonoridade do samba, do frevo, do maracatu, do carimbó, a paixão do nosso futebol e, sobretudo, a inventividade e a capacidade de trabalho do nosso povo.

O novo Programa do PCdoB assume, portanto, definitiva e plenamente, matiz verde-amarelo. Só serve para o Brasil e não copia “modelo” de parte alguma. Isso jamais o comentarista da CBN conseguirá entender – nem precisa.
*Luciano Siqueira
Publicado no portal Vermelho http://www.vermelho.org.br/