21 de jul de 2009

Empresas têm novas linhas de crédito para inovação


Empreendedores terão acesso a novas linhas de crédito do BNDES para atividades inovadoras. O Banco reduziu juros e criou novos mecanismos para que as empresas possam investir mais em pesquisa, desenvolvimento de novos produtos e aprimoramento de processos produtivos. Esse tipo de financiamento sempre teve as condições mais favoráveis do Banco, e elas ficaram ainda melhores a partir deste mês. No ano passado, o BNDES financiou R$ 1,3 bilhão em projetos de inovação, 45% mais do que em 2007. O custo na linha Inovação Tecnológica teve redução de 22%, com queda na taxa de juros, de 4,5% para 3,5% ao ano. A linha apóia projetos de produtos ou processos novos que envolvam risco tecnológico e oportunidades de mercado. Já na linha Capital Inovador, a redução de juros chegou a 51%, passando de 9,25% ao ano (incluindo a taxa de risco média de 3%) para 4,5% fixa ao ano. A linha apóia empresas no desenvolvimento de capacidade para gerar atividades de inovação, incluindo a formação de centros de pesquisa e desenvolvimento. O benefício de redução de juros nas duas linhas é válido até 31 de dezembro de 2009. O BNDES criou também o Programa de Apoio à Engenharia - BNDES Proengenharia. O objetivo é financiar o fortalecimento das áreas de engenharia das empresas e estimular o aprimoramento das competências e do conhecimento técnico do País nos seguintes setores: bens de capital, petróleo e gás, naval , aeronáutico, aeroespacial, nuclear, defesa nacional e automotivo. O orçamento é de R$ 4 bilhões, com vigência até 31 de dezembro de 2010.


Nenhum comentário:

Postar um comentário